Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2020

O Natal não é pagão: Em defesa da celebração cristã

"Adoração dos Pastores",  Gerard van Honthorst,  1622 Todos os anos, no horário próximo da virada do dia 24 para o dia 25, famílias se reúnem em todo o mundo para comer a Ceia de Natal, incluindo peru, pernil, frutas, vinho e outras especiarias locais. No dia seguinte, ou no mesmo dia se for impaciente, os presentes são abertos e a gratidão se manifesta na casa.  Isso acontece tantas vezes há tantos anos que nós, cristãos, já nos habituamos a ter que sempre lembrar que tudo isso são apenas festividades culturais, mas que a razão principal do feriado é comemorar o nascimento de Cristo. Inúmeros sermões são feitos sobre o verdadeiro sentido do Natal, sempre apontando para o significado religioso que ficou obscurecido diante toda essa saturação mercadológica. Diante disso, uma dúvida surge dentro e fora da igreja: Seria o Natal uma festa cristã? Teria ele sido apropriado pelas modas mundanas ou nunca foi algo verdadeiramente religioso desde o princípio? Por este receio, extremis