Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2022

A RESSURREIÇÃO COMO CONTEMPLAÇÃO DA MAJESTADE DIVINA

Nosso Senhor Jesus, desde o início de seu ministério, profetizava sobre sua morte e ressurreição. “Destruam este templo, e eu o levantarei em três dias” (Jo 2.19), disse ele após ser indagado pelos judeus quanto a uma prova de sua autoridade para purificar o santuário profanado por eles. Os discípulos presentes acharam ser o templo físico, mas o próprio Evangelista diz que “o templo do qual ele falava era o seu corpo” (v.21). Mesmo quando falou explicitamente (Mc 9.30-32), os discípulos não entenderam, vindo a crer apenas depois. A ressurreição era um enorme mistério a judeus e gregos e até hoje permanece um enigma em nossa mente humana. O entendimento natural da vida nos leva a concluir que a morte é a sua linha definitiva, o encerramento de nossa trajetória, onde o suspirar se encerra e o corpo padece em decadência. A crença de que um corpo maltrapilho não se corrompeu após três dias sepultado e ressuscitou plenamente renovado é um absurdo a nossa razão, mas é por isso qu